A Dor e a Beleza da Incerteza

É interessante e muitas vezes assustador perceber como podemos nos organizar e nos preparar para o futuro e ainda assim, é bem provável que as coisas não saiam como planejamos. Esses últimos meses para Colômbia, para as comunidades de Guayabo e Bella Unión e para as organizações de DDHH em Barrancabermeja nos mostram como muitas vezes não estamos preparados para o que vai vir. Apesar de acreditarmos que sim.

Como já contei aqui, a comunidade de El Guayabo vem passando por um dos momentos mais difíceis desde que Rodrigo apareceu e iniciou uma disputa por suas terras. Há 6 meses os líderes da comunidade de El Guayabo e Bella Union, por conta de falsas acusações de posse de arma, lesão corporal e formação de quadrilha, tiveram que se manter longe de suas casas e suas famílias para evitar a ordem de captura e a possível prisão, como aconteceu com outro líder Álvaro Garcia.

Finalmente, no dia 25 de outubro pela manhã, Erik Payares, Jhon Fredy Ortega y Santos Peña se entregaram à Promotoria de Barrancabermeja defendendo sua inocência contra as acusações feitas. Todas, com exceção da denúncia de formação de quadrilha, foram retiradas. O juiz concedeu a liberdade provisória, visto não serem considerados um risco para a comunidade e demonstrarem intenções de cooperar com a investigação. Muito melhor do que eles poderiam imaginar.

ECAP recebeu os líderes, as esposas e muitos membros de organizações de DDHH de Barrancabermeja para um grande almoço. Logo depois, uma grande caravana partiu rumo à Guayabo, onde havia mais de 200 pessoas com faixas e lágrimas para receber seus líderes.

Como disse, o último mês não foi fácil para Colômbia que teve uma resposta negativa de sua população em relação aos acordos de paz. Vi muita lágrima e falta de esperança dos meus amigos e amigas da Colômbia. Vi também a tristeza e decepção quando a audiência de Álvaro foi adiada mais uma vez. Mais tempo longe de sua família. Mais tempo de injustiça. Mais dor.

Mas também há mais notícias boas, mais liberdade, mais voto de confiança, mais esperança de que nem tudo está perdido.

“O coração do homem pode fazer planos,

mas a resposta certa vem dos lábios do SENHOR”

Provérbios 16:1

Por: Carolina Gouveia